Receita média de usuários de iPhone na App Store por ano é de US$ 79 nos EUA

O novo relatório do Sensor Tower revela que a receita média anual gerada pelo usuário de iPhone na App Store nos Estados Unidos cresceu 36% no último ano, indo de US$ 58 para US$ 79. O aumento expressivo é justificado pela campanha da Apple para que desenvolvedores criem aplicativos baseados em assinaturas. De 2016 para 2017, o incremento foi de 23%, ou de US$ 47 para US$ 58.

Os jogos móveis são os principais responsáveis pelo bom resultado. Em 2018, os mobile games representaram quase 56% do gasto médio do consumidor, ou US$ 44 dos US$ 79 gastos por iPhone.

Mas outras categorias tiveram um crescimento ano a ano ainda maior. É o caso, por exemplo, de Entretenimento, cujo aumento de gastos por dispositivos móveis cresceu 82%. Já os apps de Estilo de Vida viram um incremento de 86% e tiveram um crescimento de média de gasto de US$ 2,1 (2017) para US$ 3,9 (2018).

Embora não tenha ficado entre os cinco primeiros, os aplicativos de saúde e fitness também cresceram 75% ano a ano, respondendo por uma média de US$ 2,70, acima dos US$ 1,60 em 2017.

De acordo com a reportagem do site Tech Crunch, a alta dos números indica que as assinaturas em aplicativos desempenham papel-chave no crescimento dos gastos do consumidor de iPhone.

A notícia chega em um momento em que a Apple confirmou uma desaceleração das vendas do iPhone, o que está levando a empresa a se inclinar mais em serviços para continuar aumentando sua receita. Isso inclui não apenas as assinaturas da App Store, mas também coisas como Apple Music, Apple Pay, iCloud, anúncios da Pesquisa na App Store, AppleCare e muito mais.

Por: Mobile Time

By | 2019-05-11T09:25:10-03:00 21 fevereiro, 2019|Categories: Consumo, Marketing Digital, Redes Sociais|Tags: , , , |0 Comments

About the Author:

Mestre em Economia, especialização em gestão financeira e controladoria, além de MBA em Marketing. Experiência focada em gestão de inteligência competitiva, trade marketing e risco de crédito. Focado no desenvolvimento de estudos de cenários para a tomada de decisão em nível estratégico. Vivência internacional e fluência em inglês e espanhol. Autor do livro: Por Que Me Endivido? - Dicas para entender o endividamento e sair dele.

Leave A Comment

Avada WordPress Theme