Quem são os futuros consumidores?

Assim como os adultos, as crianças e jovens já demonstram os hábitos de consumo que valorizam. Desde cedo, eles se familiarizam com questões como marca e qualidade e estas também são características apontadas por especialistas como diferenciais no futuro. De acordo com a pesquisa Como atrair o consumidor infantil, atender expectativas dos pais e ainda ampliar as vendas, da TNS InterScience, 80% das crianças influenciam os pais na hora da compra de produtos e 63% têm influência na compra de marcas. Alimentos, brinquedos e roupas são os mais suscetíveis aos apelos infantis.

“Hoje as crianças têm mais liberdade: as famílias são menos rígidas e elas reivindicam as coisas”, afirma Ivani Rossi, Coordenadora da pesquisa. Para ela, este dado aponta uma característica que provavelmente também estará presente na vida adulta. “Eles serão adultos mais criteriosos do que somos, porque eles exercitam suas vontades”, explica em entrevista ao Mundo do Marketing.

Propagandas na TV, personagens famosos, embalagens e marcas são os fatores que mais influenciam o comportamento de compra infantil. No entanto, se as influências refletem o consumismo que caracteriza nossa sociedade, as crianças se mostram muito exigentes quanto à qualidade, no que Ivani chama de “controle de qualidade infantil”. “A criança não compra pelo personagem se o produto não for bom”, atesta.

Adultos interativos e hiperativos

Se a busca por qualidade é unânime desde cedo, outra característica que se destaca é o acesso à informação e as possibilidades de consumo. O site Y-Trends, do núcleo Jovem da Editora Abril, foi idealizado a partir de um pesquisa que apontou características dos novos consumidores. O estudo destaca a capacidade de seleção, a indicação de amigos, a curiosidade pelo que vem de fora entre outras características.

A cada dois meses, o site divulga um dossiê com as opiniões dos leitores de Capricho, Mundo Estranho, Superinteressante e BIZZ sobre os mais diversos assuntos, de tecnologia a jeans. Em entrevista ao site, Fabiana Mioto, jornalista responsável pelo site, conta que nota a fidelidade dos jovens às marcas.

Jovens e crianças são seduzidos pelas estratégias de marketing, assim como adultos, ressalta o professor João Matta, da ESPM – SP. Especialista em consumo infantil, ele destaca a “adultização precoce” e a forma com que elas começam a ter contato com a vida adulta. Para ele, esta geração mostra mais do que todas as outras como podem ser seduzidos pela tecnologia: além de celulares, iPhones e computadores, eles estarão acostumados a um mundo com várias identidades, como Orkut e Second Life, além do mundo real. “Eles parecem que nascem com o mouse na mão”, observa Matta.

Com o ilimitado acesso à informação, Matta explica que além de serem mais críticos enquanto cidadãos, os futuros adultos podem encarar o mundo de uma forma mais pragmática e menos criativa. Estes consumidores também serão mais adaptáveis do que os adultos de hoje. “Eles se adaptam e são seduzidos pela tecnologia”, conclui.

Fonte: Mundo do Marketing

By | 2019-05-07T21:11:37-03:00 08 fevereiro, 2019|Categories: Comportamento do consumidor, Consumo, Mercado, Pesquisas|Tags: , , |0 Comments

About the Author:

Mestre em Economia, especialização em gestão financeira e controladoria, além de MBA em Marketing. Experiência focada em gestão de inteligência competitiva, trade marketing e risco de crédito. Focado no desenvolvimento de estudos de cenários para a tomada de decisão em nível estratégico. Vivência internacional e fluência em inglês e espanhol. Autor do livro: Por Que Me Endivido? - Dicas para entender o endividamento e sair dele.

Leave A Comment

Avada WordPress Theme