Cartões de crédito devem seguir como forma mais popular de pagamento online na América Latina, destaca Worldpay

 

A Worldpay, empresa mundial de processamento de pagamentos, lançou um levantamento com um panorama mundial dos meios pagamentos utilizados atualmente, junto com uma projeção para 2020. O material é gratuito e pode ser baixado através do site oficial da empresa.

Conforme indica o relatório, a Worldpay acreditou que 2016 seria um ano crucial para a a popularização das eWallets, carteiras eletrônicas que permitem fazer transferências online, contudo, essa tendência não se confirmou. O aumento de pagamentos sem contato; o lançamento de carteiras móveis apenas quando celulares muito recentes suportavam esse pagamento; aceitação dos comerciantes; e custos elevados no serviço agregado das carteiras móveis foram alguns dos motivos elencados como catalisadores desse quadro. Contudo, a Worldpay reforça sua crença nesse tipo de pagamento, destacando que “As mudanças comportamentais acontecem mais rapidamente na era digital e, nos próximos anos, fatores suficientes convergirão para tornar as carteiras móveis mais populares”.

A pesquisa também trouxe uma vasta análise dos métodos de pagamento utilizados em 2015 com a respectiva projeção para 2020. Bastante utilizados em 2015, as eWallets ocuparam a primeira posição, com 31% da preferência; acompanhadas por cartões de crédito (25%); débito (17%); transferência bancária (10%); e pagamento na entrega (7%). Ainda que seja esperado uma continuação do domínio dessa forma de pagamento em 2020, com as eWallets respondendo por 30% dos pagamentos nesse ano, os índices deverão ficar mais pulverizados em outros formatos de pagamento, como cartão de crédito (20%); débito (16%); transferência bancária (13%); pagamento na entrega (8%); cartão pré-pago (6%); e pagamento antecipado por voucher ou cartão (4%).

Na América Latina a tendência central é em cartões, principalmente de crédito. De acordo com o estudo, em 2020, 45% dos pagamentos serão processados por cartões de crédito; ante 14% via cartões de débito; 12% em eWallets; e 10% em cartões pré-pagos.

Especificamente ao Brasil, o relatório aponta que, entre 2014 e 2015, os pagamentos móveis no país mais que dobraram, saltando de 21% para 45%. Contudo, no sentido contrário da digitalização das compras, cerca de dois terços (65%) dos consumidores brasileiros não realizaram nenhuma compra online entre 2014 e 2015. Aproximadamente 3, em cada 10, (32%) afirmaram que a segurança é um impeditivo, enquanto 18% dos respondentes reveleram que não têm meios de efetuar pagamentos online.

Concernente a mercados globais, a Worldpay salienta que, embora representa apenas uma pequena parcela do e-commerce mundial, o mercado indiano deve crescer rapidamente nos próximos anos. Com 350 milhões de cidadãos online, a Índia deve ultrapassar os EUA como segundo maior mercado de comércio eletrônico até 2034.

Por: E-Commerce News

By | 2017-05-20T18:42:08-03:00 08 janeiro, 2017|Categories: Consumo, Estratégia, Marketing Digital, Mercado, Varejo|Tags: , , , |0 Comments

About the Author:

Mestre em Economia, especialização em gestão financeira e controladoria, além de MBA em Marketing. Experiência focada em gestão de inteligência competitiva, trade marketing e risco de crédito. Focado no desenvolvimento de estudos de cenários para a tomada de decisão em nível estratégico. Vivência internacional e fluência em inglês e espanhol. Autor do livro: Por Que Me Endivido? - Dicas para entender o endividamento e sair dele.

Leave A Comment

Avada WordPress Theme